terça-feira, 17 de agosto de 2010

O par de olhos que tudo vê... ou não.

Uns dias atrás, no bus, ouvi duas gurias (na flor de seus 15 aninhos) conversando sobre como uma achava a mãe idiota, por não saber que ela pulava a janela de noite pra ir "ficar" com o namoradinho na casinha de madeira no jardim da vizinha - olha só - escondidérrima de tudo e de todos.

Bom, como meu celular tava sem bateria e eu tava sem meu livro, fui obrigada a procurar algo que prendesse minha atenção nos 20 minutos do trajeto da minha casa ao Senac.

Essas duas (que vou chamar de Ouvinte Colorida, a guria que praticamente só grunhia "ooooh!", "não creio", "tu é louca guriaaaa" e, aparentemente era  BV e a Ninfetinha Emocore que tu já deve saber quem é) conversam num tom suficientemente BEM escutável para quem estava dois bancos atrás delas. E eu, que não sou boba nem nada, foquei o máximo da minha atenção pra depois ver se conseguia umas risadas das minhas colegas, na hora do intervalo. O que eu não imaginava, é que o bendito relado da Ninfetinha Emocore iria render, não só risadas de praticamente toda a Facad, como também um post neste blog tão querido e amado, mas também tão abandonado.


Eis que a Ninfetinha Emocore começou: Aí, como quase sempre né, eu pulei a janela e ele tava me esperando com a mesma mochila de sempre.
Ouvinte Colorida.: Não creio...
NE: Aham... aí a gente já foi correndo lá pra casinha de madeira do jardim da vizinha né, te contei da casinha, né?
OC: Sim! Tu é louca guriaaaa!
NE: Tenho mais é que fazer mesmo! Tu acha que a minha mãe sabe de alguma coisa??? Ela é totalmente tapada, cara! Sério, tipo, tenho pena dela.
OCOoooh! Coitada, meu!
NE: Fala sério né! Aff, deixa eu continuar... Aí a gente foi pra casinha e ele ascendeu um cigarro, tipo, eu ainda não sei tragar né, mas fumei mesmo assim. Ele até tentou me ensinar, mas não rolou... tussi e tals, achei muito forte. Daí disse pra ele trazer um com gosto de canela da próxima vez... Tá, foco foco foco! Guria, tu não tem noção... o pinto dele... é algo, tipo, sei lá meu não vi muitos pintos por aí, só sei que é muito bom! *-*


Uma pausa para reflexão.

Continuando...


OCOoooh! Tu é louca guriaaaa!!!!
 NE: Louca nada! Louca é tu que ainda é virgem!!! Tem que dar duma vez, cara, senão tu passa do ponto! Os guris de 19, 20 tão tudo querendo guria de 15 que nem nós! Depois que tu passa dos 16, cara, ninguém mais quer te comer... é sério. Óh o exemplo da minha prima que eu te disse naquele dia, tem 17, é gordinha, e é óbvio que é virgem e ninguém quer ela. Tem que se ligar, meu! O tempo corre muito! Parece que foi ontem que eu tinha 12, 13 e fiquei menstruada! Te liga, hein!


Outra pausa.
Algumas coisas:
Coisa Um: A Ninfetinha Emocore falando "Tá, foco foco foco!" foi a coisa mais esdrúxula que eu já ouvi.

Coisa Dois: A parte que a mesma fala sobre o pinto do sujeito... Né?! Vamos e venhamos. Blz mlk! Mas, o bus inteiro (sim, bus inteiro! pq no momento que a palava PINTO foi pronunciada, velhinhas, velhotes, senhores, mulheres grávidas e criancinhas olharam para Ninfetinha Emocore num ímpeto!) não precisa saber o que tu faz entre quatro paredes! Sejam elas de casinha de madeira de jardim de vizinha, sejam elas de onde quer que seja, pô!

Coisa Três: Como assim "passa do ponto"??? Tendi não, manola! Eu só perdi a virgindade aos 16, pq achei que era a hora certa e fiz. Mas, eu teria o maior orgulho em dizer que: Tenho 20 anos e sou virgem! 8)
Sério, teria mesmo! Leia e pense sobre como a juventude está lidando com a sexualidade... e com o próprio tempo! E os preconceitos então? "é gordinha, e é óbvio que é virgem e ninguém quer ela." COMASSIM?!?!?! Quer dizer que gordinhas não podem transar?! Quer dizer que nenhum homem transaria com uma gordinha?! EM QUE MUNDO TU VIVE, NECRINHA?!

Coisa Quatro: Será? Será mesmo que essa mãe não sabe??? Hein, hein??? Será que ela simplesmente finge que não sabe, pra se auto poupar de desgosto? Ou será que ela é realmente uma mãe extremamente relapsa? Ou ainda! Será que ela REALMENTE não vê/escuta a filha pulando a janela, pisando no gramado creio eu, e correndo com outro par de pernas jardim-da-vizinha adentro???


Poizintão.
Nesses casos, pra mim, existem 4 tipos de pais:

Pais Tipo 1: Os que sabem, mas não querem falar/mostrar que sabem, pra se auto poupar mesmo de sofrimentos e etc. Subtipo: Tapando o sol com a peneira. Classe: "Sabemos do problema, mas é melhor deixar assim que o destino cuida de trilhar o caminho."

Pais Tipo 2: Os que sabem e só estão esperando a hora H pra dar o bote na prole. Subtipo: É melhor aprender com os de casa, do que com os de fora. Classe: "Nós já dissemos à ela/ele que, se aprende com os exemplos dos outros ou dando cabeçada. Se é assim que ela/ele quer..."

Pais Tipo 3: Os que sabem, mas realmente não tão nem aí. Subtipo: Pais que, por ironia do destino, nasceram férteis. Classe: " *preguiça* Ah, é errando que se aprende... DOOORGAAAS MANOOO RIARIARIARIA!"

Pais Tipo 4: Os que, simplesmente, não sabem. Subtipo: Idiotas não deveriam procriar, BUT. Classe: "Oi? Onde? Cuma? Quando? Ãhn? Nem vi!"


Pra terminar a história da duplinha, a Ouvinte Colorida fez cara de "porra, to fudida", e elas trocaram de assunto como se troca de camisinha... espero eu.

2 comentários:

  1. Espero que a mãe dela nunca nos descubra mesmo...
    ijsajisajiasji to de brincadeira, eu acho...
    beeeijos ani :D Festa no find? \o\

    ResponderExcluir
  2. AOSIDHIOADHAIOD

    vou na formatura da minha colega *-*
    e tu negão, vai pra naitis? ;*

    ResponderExcluir

LinkWhitin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...